Como se faz descafeinado?

Café é café, ou seja, não existe grão descafeinado, por isso, como é que se obtém o descafeinado que milhões de pessoas bebem diariamente? Existem três processos principais para obter o café descafeinado.

1. Processo com água

O processo de produção de descafeinado que envolve água, ocorre da seguinte forma: os grãos de café verde ou cru são submetidos a vapor ou mergulhados em água quente, num tanque, de forma a expandir os poros do próprio café, facilitando assim a extração da cafeína. Com os poros já abertos, os grãos de café são colocados de molho com uma mistura de café sólido que remove a cafeína, mantendo os óleos e o sabor do café intacto. Por fim, a água é transferida para outro tanque, onde a cafeína é filtrada. Os grãos de café são secos e seguem para torrefação.

2. Processo com dióxido de carbono

Este processo de descafeinado implica a introdução dos grãos de café verde num tanque de aço inoxidável atestado com água – o dióxido de carbono pressurizado é depois adicionado à água. Apesar do dióxido de carbono atrair a cafeína, as proteínas e os hidratos de carbono dos grãos de café mantêm-se inalteráveis. O dióxido de carbono, agora repleto de cafeína, é transferido para outro tanque de aço inoxidável, onde a pressão é largada e a cafeína eliminada. O dióxido de carbono volta ao seu estado gasoso e pode ser reutilizado noutros grãos de café crus. Os grãos de café, agora descafeinados, são submetidos a um processo de secagem, antes de poderem ser torrados.

3. Processo com diclorometano ou acetato de etila

Produzir descafeinado através do processo químico pode ser realizado de forma direta ou indireta, sendo que ambos os métodos requerem a utilização de diclorometano ou acetato de etila. No método indireto, os grãos de café verde são colocados de molho em água quente, que atua para separar a cafeína e os óleos responsáveis pelo sabor do café em si. De seguida, a água é transferida para um tanque, onde é tratada com um dos dois químicos já mencionados e que, ao entrar em contacto com a água, facilita a filtragem e consequente separação da cafeína. Depois de a cafeína ser filtrada, os grãos de café são reintroduzidos na água, de forma a poderem reabsorver os seus óleos e paladar. No método direto, os grãos de café verde são submetidos a vapor e depois enxaguados com diclorometano ou acetato de etila para remover a cafeína. Os grãos de café passem novamente pelo vapor para assegurar a remoção de qualquer vestígio químico. No final, os grãos de café estão prontos para a torrefação.

A sua votação: