Como fazer um café espresso com uma máquina de café manual

Máquina café manual Inox

Uma máquina de café manual emprega o sistema de pistão e de alavanca na extração de um café espresso. Saiba como funciona este tipo de máquina manual e prepare as melhores e as mais deliciosas chávenas de café.

A importância de uma máquina de café manual

As máquinas de cafés manuais foram desenvolvidas nos anos 50, na Itália e, hoje em dia, ainda continuam a ser muito utilizadas na extração de um café espresso de qualidade, apesar das máquinas de café com bomba elétrica dominarem o mercado atual.

As máquinas de cafés manuais são de pequenas dimensões e ocupam uma posição de destaque na decoração e constituição da cozinha de uma casa. Estas máquinas são as responsáveis pela preparação de um café espresso excelente, ao nível daquele que é extraído nas melhores cafetarias do mundo. Para todos os amantes de café que desejam preparar o inconfundível “espresso à italiana”, as máquinas manuais são, sem dúvida, uma das melhores opções que estão no mercado.

Como é que uma máquina manual extrai um café espresso

De uma forma geral, uma máquina de café manual tem um funcionamento muito simples e, para extrair corretamente um café espresso, é preciso cumprir com os passos seguintes:

Introduzir água fria na máquina de café

A máquina de café manual é composta por uma caldeira que aquece a água que é proveniente do depósito através de uma resistência. Tenha o cuidado de não utilizar água tépida ou quente ao encher o reservatório de água, pois, ao fazê-lo a sua chávena de café poderá ter um sabor desagradável e/ou a queimado.

Colocar o porta-filtro na posição apropriada

Para extrair um café espresso, deve utilizar 7 a 9 gramas de café em pó e este deve ser moído apenas no momento em que vai ser utilizado. Coloque os grãos de café moídos no respetivo porta-filtro e insira-o na parte inferior da câmara externa da máquina de café.

Acionar a alavanca da máquina manual de café

Quando a alavanca da máquina manual de café é puxada para baixo, é efetuada uma pré-infusão que faz com que o pistão se eleve, enchendo a câmara exterior com água quente. Tenha em consideração que é preciso manter a alavanca pressionada durante alguns segundos para que a água quente absorva corretamente os grãos de café  moídos.

Libertar a alavanca da máquina manual de café

A última etapa a ser realizada passa por libertar suavemente a alavanca da máquina manual de café para que ela deixe o pistão atuar (usando a força da mola), extraindo um café espresso delicioso. O resultado final é um café espresso intenso e com menos amargura do que o que é habitual. No entanto, produz menos creme que as máquinas de café de bomba elétrica, o que pode reduzir a sua apetência visual.

Para fazer um café espresso com uma máquina de café manual, é fundamental realizar os passos supracitados, contudo, é importante ter conhecimento de alguns aspetos gerais, como: a qualidade da água, a torra e a mistura dos grãos de café, a dose de café mais adequada e o estado da máquina de café.

Por outro lado, é necessário ter um bom moinho de café e que este seja capaz de executar uma moagem fina e uniforme. Tenha em mente que não faz sentido ter uma máquina manual de café Elektra ou Achille Gaggia ou La Pavoni se não tiver um moinho de café à altura.

Aspetos a considerar ao adquirir uma máquina de café manual

Antes de adquirir uma máquina de café espresso manual, deve ter conhecimento dos aspetos seguintes:

  • As máquinas de café manual têm, normalmente, um preço muito elevado em comparação com as demais;
  • O processo de extração é muito exigente e para preparar um café espresso delicioso é preciso saber manusear corretamente a máquina de café;
  • Demora muito tempo a aquecer e quando aquece ultrapassa rapidamente a temperatura ideal de extração. Por questões de segurança, não é aconselhável ter crianças por perto, nem é apropriado que elas manuseiem a respetiva máquina;
  • Necessitam de uma manutenção constante, nomeadamente na limpeza e lubrificação do pistão (a cada 15 dias), além de eventuais substituições das borrachas de vedação (a cada dois anos);
  • É preciso um certo esforço para acionar a alavanca e, com o passar do tempo, ela tem tendência a ficar cada vez mais emperrada.
A sua votação: